• Derrubada liminar que proibia o glifosato

    Derrubada liminar que proibia o glifosato

    Na última sexta-feira, 31/8, foi suspensa a liminar que proibia o uso do glifosato nas lavouras brasileiras.

    O presidente do Sistema FAEMG, Roberto Simões, avaliou a decisão, e destacou o trabalho da entidade, juntamente à CNA, para garantir a comercialização e uso de produtos com a substância:

    “A suspensão da liminar foi de absoluta justiça, pois restabelece a viabilidade da produção agrícola. O glifosato é o produto mais usado e importante da produção nacional, especialmente indispensável em um período crítico, que é o plantio. Sem ele, haveriam graves prejuízos na produção de grãos, principalmente café e soja, e consequentemente, na alimentação dos rebanhos e da população.”

    Com essa decisão judicial, os registros de produtos que contêm a substância continuam ativos. Mas vale ressaltar que o glifosato e a abamectina estão em reavaliação pela Anvisa, com prazo até 31 de dezembro para conclusão técnica.